Caso Clínico Maio 2008


Diagnóstico Final, Comentários e Referências

Diagnóstico final – caso clínico mês de maio 2008

Abscesso retroperitoneal provavelmente secundário a linfocele infectada.

Comentários

A hipótese mais provável da origem deste abscesso é de uma linfocele, esta oriunda de cirurgia pregressa. A paciente tinha história de histerectomia radical com linfadenectomia pélvica por carcinoma de colo uterino.
A linfocele retroperitoneal é uma complicação relativamente comum após cirurgia junto aos vasos linfáticos pélvicos, podendo surgir de algumas semanas até meses após o procedimento cirúrgico. Na maioria das vezes é assintomática com resolução espontânea, porém uma das complicações possíveis é a infecção secundária.
No presente caso, o abscesso foi tratado cirurgicamente com ressecção completa da lesão. A histopatologia demonstrou processo inflamatório crônico, associado a microabscessos. Ausência de sinais de malignidade no material examinado. Na cirurgia não detectou-se nenhuma relação da lesão com alças intestinais, incluindo o apêndice.

Referências

Federle, Diagnostic Imaging, Abdômen, Retroperitoneal Lymphocele, Amirsys 2005.
Chow et al. Complications after Laparoscopic Pelvic Lymphadenectomy. AJR 1994, 163: 353 – 356.


  Imprimir   Voltar   Topo   Fonte: P  M  G